"A todos os amigos e visitantes de passagem por esse meu mundo a preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através de fotos que uso para compor esse espaço ou das notas musicais na voz de Nara Leão... que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"

30 de set de 2011




Casa

Procuro minha casa
morando em todas as casas do mundo.
Contemplo o mar de todas as janelas
e a vida dos armários
em busca de segredos escondidos.

Passeio nas varandas
nas paisagens
com os olhos curiosos de um herdeiro.

Existe em cada casa um ser incerto
que já se foi e ficou
rondando as sombras
durando paralelo
como um perfume
um voo
fotografado e preso na gaveta.

E numa tarde
à luz de uma vidraça contra o vento
se alguém disser – lembra dele?
o ausente convocado será
por um momento
pleno como um coração que bate forte.

Adelaide Amorim

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não creias nos meus retratos, nenhum deles me revela.
Os meus retratos são vários e neles não terás nunca o meu rosto de poesia.

Gilka Machado