"A todos os amigos e visitantes de passagem por esse meu mundo a preto e branco lhes desejo um bom entretenimento, seja através de textos com alto teor poético, através de fotos que uso para compor esse espaço ou das notas musicais na voz de Nara Leão... que nem vejam passar o tempo e que voltem nem que seja por um momento!"

5 de out de 2012


Intermédio romântico 

 É diáfano o crepúsculo. Parece 
de brilhante cristal, e abre no céu 
uma ágata de luz e é como um véu 
em que o ar azul da tarde desfalece. 

 Em âmbares cloróticos decresce 
o pôr-do-sol; a as nuvens, longe, ao léu, 
são flores de um fantástico vergel, 
quando uma estrela, pálida, aparece. 

 As aves lentamente se recolhem; 
a sombra avança, e entre purpuras, erma 
a noite - as mãos da noite estrelas colhem... 

 Deixo que meu espirito adormeça 
e penso em teu olhar que canta a emberça, 
teus olhos tristes de esmeralda enferma. 

  Luís G. Urbina

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Não creias nos meus retratos, nenhum deles me revela.
Os meus retratos são vários e neles não terás nunca o meu rosto de poesia.

Gilka Machado